Informações Rápidas

Atendimento Secretaria

Segunda à Sexta das
8h00 às 17h00

Unidade I - Ensino Fundamental e Médio

Rua Dr. Francisco Pati, 40 - Vila São Francisco - São Paulo-SP CEP 05352-090 - Tel/Fax: 55 11 2168-4100 Celular: 97201.1703

contato@escoladofuturo.com.br

Unidade II - Educação Infantil

Av. Corifeu de Azevedo Marques, 5240 – Vila Lageado – São Paulo / SP CEP 05340-002 – Tel/Fax: 55 11 3198-9295 Celular: 99892.4605

infantil@escoladofuturo.com.br

Dia Mundial de Combate ao Bullying

Bullying: os resultados positivos da Escola do Futuro

Neste sábado, 20 de outubro, é o Dia Mundial de Combate ao Bullying. Uma data importante para refletir sobre esse problema frequente nas escolas, que afeta regularmente a vida de uma em cada três crianças do mundo, entre 13 e 15 anos, segundo a Unicef.

Tratar o tema de frente, com coragem, é o que tem trazido resultados positivos à Escola do Futuro. Por meio de projetos de prevenção em sala de aula e do trabalho constante com os traços de caráter os alunos demonstram-se capazes de colocar em prática atitudes positivas e criar estratégias de resolução de conflitos.

Além do trabalho de prevenção, a escola preza por um ambiente acolhedor, onde os alunos podem contar com suas redes de apoio (professores, orientadores, capelania, coordenadores) em situações em que sintam a necessidade de ajuda. Dessa maneira, é possível intervir de maneira assertiva evitando que conflitos e desentendimentos sejam caracterizados como bullying.

“Frequentemente recebemos alunos de outras escolas que sofreram com isso. Os pais sabem que aqui existe essa cultura e nos recomendam por isso”, aponta a diretora executiva da Escola do Futuro, Ivonne Muniz.

Por que o Bullying acontece?

A diretora Ivonne Muniz explica que entre as necessidades físicas dos estudantes está a de se expressar e gastar energia corporal – e muitas vezes isso é canalizado na agressão verbal ou física. “Quando ensino a essa criança ou adolescente o amor a si mesmo e a Deus, ele não precisa dar gritos para extravasar. Ele entende que pode expressar sua energia de outra forma”, aponta.

Como a Escola do Futuro trata o tema?

Nas aulas de orientação educacional, um projeto sobre aceitação de si mesmo e das diferenças entre as pessoas promoveu esse debate na escola. “Os resultados são sempre muito positivos. Por isso são raros os casos de Bullying na Escola do Futuro. Os próprios estudantes protegem uns aos outros, dentro dessa cultura que instalamos”, conta Ivonne Muniz.

Você sabia? É lei no Brasil

A Lei nº 13.668, publicada em 15 de maio de 2018, prevê que as escolas criem uma cultura de paz, promovendo a conscientização, prevenção e combate a todos os tipos de violência, principalmente a intimidação sistemática – como o Bullying ou o Cyberbullying.

Clique AQUI para visualizar a lei.